KIT ANAGKAZO

Adquira seu kit Anagkazo para homens e mulheres de negócio.
Receba seu kit com manual bíblico do óleo da unção e um guia do preço do sucesso.O manual mostra como utilizar o óleo de forma correta e todas às unções narrada na bíblia.O óleo original segundo os padrões bíblico.Já a vendas na QUADRANGULAR CEDRINHO  e pelo fone:(15)988023519/78119617/33112375 entrega pelo sedex.

Chamada Ezequiel Pires 24/25/26/ de Novembro 2013

http://www.youtube.com/v/W6VCWk_IZUY?version=3&autohide=1&showinfo=1&attribution_tag=ajmSMlcXvtR4wFg_akABoQ&autohide=1&autoplay=1&feature=share

A maldição dos que roubam a Deus.

A maldição dos que roubam a Deus.

Edificação Célula >>
"6 Porque eu, o SENHOR, não mudo; por isso, vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos. 7 Desde os dias de vossos pais, vos desviastes dos meus estatutos e não os guardastes; tornai-vos para mim, e eu me tornarei para vós outros, diz o SENHOR dos Exércitos; mas vós dizeis: Em que havemos de tornar? 8 Roubará o homem a Deus? Todavia, vós me roubais e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas. 9 Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, vós, a nação toda. 10 Trazei todos os dízimos à casa do Tesouro, para que haja mantimento na minha casa; e provai-me nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu e não derramar sobre vós bênçãos sem medida. 11 Por vossa causa, repreenderei o devorador, para que não vos consuma o fruto da terra; a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos. 12 Todas as nações vos chamarão felizes, porque vós sereis uma terra deleitosa, diz o SENHOR dos Exércitos." Malaquias 3:6-12
 
Meu encargo hoje é tratar sobre o dízimo, mais precisamente sobre as maldições que está sobre os que não dizimam e roubam a Deus.
 
Uma das maldições mais conhecidas da Palavra de Deus é a maldição de Malaquias. Essa maldição vem sobre aquele que rouba a Deus, deixando de devolver o dízimo. Essa maldição envolve a liberação do devorador para agir na vida da pessoa. A sonegação do dízimo é, sem dúvida, uma das principais razões das pessoas viverem debaixo da maldição do fracasso financeiro e espiritual. Não consigo entender como pessoas que dizem amar, acreditar, ter confiança, adorar a Deus se sente confortáveis roubando a Deus. Cadê o temor!!! Ou é ou não é!!! A bíblia diz que duas fontes: a amargosa e a doce. Então vejamos que fonte temos sido.
 
Gostaria de mostrar sete aspectos dessa maldição e como ela está declarada na palavra de Deus.

1. Quem não entrega o dízimo é amaldiçoado como um ladrão.

"Então, me disse: Esta é a maldição que sai pela face de toda a terra, porque qualquer que furtar será expulso segundo a maldição, e qualquer que jurar falsamente será expulso também segundo a mesma. 4 Fá-la-ei sair, diz o SENHOR dos Exércitos, e a farei entrar na casa do ladrão e na casa do que jurar falsamente pelo meu nome; nela, pernoitará e consumirá a sua madeira e as suas pedras." Zacarias 5:3-4
 
Todo ladrão é amaldiçoado. Não precisamos amaldiçoar aquele que nos rouba, porque a maldição inevitavelmente o alcançará. O Senhor diz que a maldição entrará na casa do ladrão e consumirá todas as suas coisas. Veja que aquele que sonega o dízimo está roubando como um ladrão comum, e por isso sofre também a maldição que vem sobre esse. É interessante que o Senhor coloca o ladrão e o mentiroso, debaixo da mesma maldição. Alguém um dia já me disse: "Pastor, quem mente, rouba!". Mentira e roubo são inseparáveis. Na verdade, o roubo é um tipo sofisticado de mentira.
 
Lembre-se do que a palavra de Deus nos diz em 1co 6:10: "nem ladrões, nem avarentos, nem bêbados, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus."
 
Creio que podemos classificar o roubo em três tipos.
 
O primeiro tipo é o roubo simples. Este é o ladrão comum que pega o livro ou o Cd, ou o mais ousado que pega a bicicleta ou o carro. É o ladrão que pega coisas. Sua filosofia é: Pra quê comprar se posso pegar de alguém?
 
Dizem que um político em Brasília foi atacado por bandidos que ameaçavam explodir seus miolos se ele não entregasse todo o dinheiro, mas ele respondeu: “Vá em frente! Eu vivi nesta cidade toda a minha vida e sei que você pode passar muito bem aqui sem cérebro, mas não sem dinheiro.”
 
O departamento do comércio dos EUA estima que 1 a cada 50 americanos são pegos a cada anmo em roubo de lojas. Da próxima vez que você entrar num Wall Mart olhe a volta para os outros 500 ao derredor e saiba que pelo menos 10 estão ali para roubar a mesma coisa. Nada muito grande, pode ser um doce retirado da embalagem, um desodorante aberton e usado ali mesmo, ou uma fruta degustada enquanto se caminha com o carrinho de compras.
 
Pv 15:3 diz que: "Os olhos do SENHOR estão em todo lugar, contemplando os maus e os bons." Provérbios 15:3
 
A maioria dos ladrões olham para a esquerda e direita, para a frente e para trás, para ver se tem alguém olhando. Mas eles deveriam olhar para cima. Os olhos do Senhor são como uma câmera escondida em todo lugar, a única maneira de se apagar os filmes que estão lá é através do sangue de Jesus.
 
O segundo tipo de roubo é o roubo sofisticado. Muitos cristão caem neste erro sem perceber que estão roubando.
 
O roubo sofisticado é aquele que envolve a mentira e o engano. Muitos usam atestados médicos falsos e outros fazem interurbanos pessoais no telefone da empresa. Especialistas afirmam que 20% do tempo de um trabalhador e gasto jogando conversa fora. Muitos não percebem, mas estão roubando o patrão. Estão recebendo por um trabalho que não fazem.
 
Há também muitos patrões que roubam seus empregados. Tiago 5:4 diz que mutos trabalhadores tem seu salário retido por fraude. É uma forma de roubo, tirar vantagem das pessoas em apuros.Eles aceitam qualquer trabalho e o patrão não lhes dá o salário justo. Tudo isso chega aos ouvidos do Senhor dos exércitos. Há também a questão dos impostos. Nenhum ser humano normal gosta de pagar impostos, mas em uma sociadade civilizada, é um mal necessário. A evasão fiscal é uma forma de roubo. Tenatr pagar o menos possível é bom e normal, mas Deus quer que seus filhos sejam honestos. O Senhor disse em Lucas 20:25: "Dai, pois, a César o que é de César e a Deus o que é de Deus." Lucas 20:25
 
O pastor Aluízio possui uma escola, e um problema permanente é a inadimplência dos pais. Muitos sequer procuram pra negociar a dívida. Todo cristão deve pagar suas contas em dia, mas na impossibilidade deve procurar seus credores para algum tipo de acordo ao inves de tentar evitá-los.
 
Deus não é contra a captação de emprestimos dentro de algumas diretrizes. Mas após o vencimento, deixar de pagar é um tipo de roubo. Fugir do credor não significa que você está resolvendo problema. Procure seu credor e renegocie sua dívida.
 
Todos estes tipos de roubo trazem maldição. É uma coisa muito séria viver debaixo de maldição. Deuteronómio 28 nos dá uma lista de maldições, e por elas podemos concluir que uma pessoa amaldiçoada possui algumas características:
 
A pessoa amaldiçoada é alguém que sempre está por baixo em tudo o que faz.
 
Ela sempre acaba como última e perdedora, não importa como ela começa, por isso a pessoa amaldiçoada é um fracasso constante.
 
Normalmente são pessoas assombradas por incidentes misteriosos e estranhos que acontecem freqüentemente.
 
Nunca possuem coisa alguma e nunca desdentam do pouco que tem.
 
Uma vida assim debaixo de maldição torna-se um fardo difícil de ser carregado. O texto de Zacarias que mencionamos diz que o Senhor fará entrar e permanecer na casa do ladrão, consumindo tudo ali. No final, o ladrão não terá coisa alguma.
 
O terceiro tipo de roubo é o roubo espiritual. Nesse tipo de roubo o ladrão rouba de Deus.
 
"Roubará o homem a Deus? Todavia, vós me roubais e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas. 9 Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, vós, a nação toda." Malaquias 3:8-9
 
Guarde essa verdade em seu coração: Deus vê aquele que não entrega o dízimo como um ladrão. Abraão deu o dízimo antes da lei, Jacó deu o dízimo por causa da casa de Deus, Moisés ordenou o dízimo e Jesus o elogiou. Quem o não dizimista pensa que é para cancelar o dízimo.
 
2. Os que não devolvem o dízimo são amaldiçoados como ladrões que roubam a Deus.
 
Algumas pessoas dizem que não possuem uma fé suficiente para devolverem o dízimo, sendo assim eu me preocupo se sua fé é suficiente para chegar ao céu. Se você é capaz de confiar em Deus a sua alma, então você será capaz de confiar 10% de sua renda. deus abençoa seu povo quando eles obedecem nassa área, e uma maldição financeira vem sobre aqueles que nào o fazem.
 
John Maxuell conta que um dos membros de sua igreja chegou a ele para dizer: "Quando eu ganhava mil reais por mês eu conseguia dar o dízimo, mas agora que ganho dez mil, não consigo mais. Por favor ore por mim."
 
John Maxuell conta que ficou de joelhos com o home e orou: "Senhor esse homem era capaz de obedecer antes quando ganhava menos, mas agora parece que não pode. Então eu oro para que o Senhor diminua o seu salário para o valor antigo, quando ele costumava ser fiel." O homem se levantou e disse: "Deixa pra lå pastor, eu vou voltar a ser fiel."
 
Você precisa acreditar que 90% com a bênção irão mais longe do que 100% com a maldição. Os sapatos irão durar mais tempo e o telhado será mais forte!
 
Deus é o dono de tudo de qualquer maneira. Ele não precisa do nosso dinheiro, é a sua maneira de levantar cristãos vencedores.Sem fé é impossível agradar a Deus, não roubar Deus é não roubar-se da bênção.
 
Alguns cristãos moram em casas roubadas, dirigem carros roubados, por que tudo foi pago com o dinheiro do dìzimo. Você acha mesmo que poderá se safar disso? Quando roubamos de homens podemos fugir, ma quando roubamos Deus não temos para onde ir. Os olhos do Senhor estão por toda parte, contemplando os maus e os bons. Roubar de Deus fará de você um ladrão duplamente abençoado, você será amaldiçoado por ser um ladrão comum, e pior, por roubar a Deus.
 
3. Os que não devolvem o dízimo são amaldiçoados como os que violam a lei.
 
Deixar de entregar o dízimo é uma violação da lei de Deus. Deixar de entregar o dízimo, portanto me coloca debaixo das maldições relativas a todos aqueles que violam a lei.
 
"Maldito aquele que não confirmar as palavras desta lei, não as cumprindo. E todo o povo dirá: Amém!" Deuteronômio 27:26
 
Não confirmar as palavras da lei, significa discordar de Deus e dizer que sua lei não é boa. Sei que alguns gostam de retrucar dizendo que não estamos mais debaixo da lei, por isso não dão o dízimo. O que precisamos entender é que nunca fomos eximidos de cumprir a lei moral de Deus. Nós estamos livres da lei no aspecto de que não preciasarmos cumprí-la pela nossa força, mas quando andamos no e Espírito, certamente nós concordamos e praticamos a lei.
 
Nenhum de nós discordamos que os dez mandamentos continuam válidos, mas gostamos de pensar que a lei referente aos dízimo não se aplica mais nos nossos dias.
 
Se questionamos a lei do dízimo, por que achamos que dez por cento é muito pouco e queremos dar mais, então eu concordo com você, mas o que as pessoas discordam e querem, é não dar coisa alguma. Nunca crie uma teologia para fazer o que é errado. Há uma maldição terrível sobre a pessoa que não confirma a lei. O dízimo foi dado para manter a casa de Deus no Velho Testamento. A casa de Deus continua hoje no Novo Testamento, então é preciso preservar o dízimo para sustentar a sua casa hoje na terra.
 
4. Os que não devolvem o dízimo são amaldiçoados, por que pagam o bem com o mal.
 
Somos abençoados e temos prosperado financeiramente, temos de tomar cuidado para não tomar o crédito pela prosperidade. Há pessoas que dizem: "Eu levantei cedo, trabalhei muito!" eles simplesmente tomam todo o créditoelo que possuem, mas precisamos nos lembrar que o Senhor dá, e o Senhor também pode tirar. Rconheça que tudo o que possui procede do Senhor.
 
"Não digas, pois, no teu coração: A minha força e o poder do meu braço me adquiriram estas riquezas. 18 Antes, te lembrarás do SENHOR, teu Deus, porque é ele o que te dá força para adquirires riquezas; para confirmar a sua aliança, que, sob juramento, prometeu a teus pais, como hoje se vê." Deuteronômio 8:17-18
 
"e disse: Nu saí do ventre de minha mãe e nu voltarei; o SENHOR o deu e o SENHOR o tomou; bendito seja o nome do SENHOR!" Jó 1:21
 
Há também aquelas pessoas que não são gratas por aquilo que possuem. Elas gostam de dizer: "Eu sou filho de Deus, e mereço isso!" Não!
 
Você não merece coisa alguma. Todos nós merecíamos o inferno, mas Deus nos amou de tal maneira, que nos deu seu filho, por isso fomos livrados da condenação e ainda, recebemos todas essas bênçãos.
 
Lembre-se também, que Deus não lhe deve coisa alguma. Se você receber algo de Deus, será exclusivamente pela sua graça, sendo assim seja sempre grato. "Pois quem é que te faz sobressair? E que tens tu que não tenhas recebido? E, se o recebeste, por que te vanglorias, como se o não tiveras recebido?" 1Co 4:7
 
Tudo o que temos foi recebido, a nossa saúde e a nossa força vem de Deus. O nosso emprego e a nossa habilidade vem de Deus, então por que você não retribui a Ele e o honra com seu dízimo?
 
Há uma maldição terrível contra o ingrato, que recebe o bem de Deus, mas paga o bem que recebeu com a infidelidade e ingratidão. No salmo 109, você descobre o futuro desse tipo de pessoa. Uma longa lista de maldições virá sobre ele.
 
"1 Ó Deus do meu louvor, não te cales! 2 Pois contra mim se desataram lábios maldosos e fraudulentos; com mentirosa língua falam contra mim. 3 Cercam- me com palavras odiosas e sem causa me fazem guerra. 4 Em paga do meu amor, me hostilizam; eu, porém, oro. 5 Pagaram-me o bem com o mal; o amor, com ódio. 6 Suscita contra ele um ímpio, e à sua direita esteja um acusador. 7 Quando o julgarem, seja condenado; e, tida como pecado, a sua oração. 8 Os seus dias sejam poucos, e tome outro o seu encargo. 9 Fiquem órfãos os seus filhos, e viúva, a sua esposa. 10 Andem errantes os seus filhos e mendiguem; e sejam expulsos das ruínas de suas casas. 11 De tudo o que tem, lance mão o usurário; do fruto do seu trabalho, esbulhem-no os estranhos. 12 Ninguém tenha misericórdia dele, nem haja quem se compadeça dos seus órfãos. 13 Desapareça a sua posteridade, e na seguinte geração se extinga o seu nome." Salmos 109:1-13
 
Eu creio que aquele que aquele que sonega o dízimo está debaixo de todas essas maldições. O raciocínio é bem simples. Deus tem sido bom e tem lhe dado todas as bênçãos. Quando devolvemos o dízimo, estamos reconhecendo que o Senhor é a fonte de todas as bênçãos e estamos demonstrando a nossa gratidão. Portanto deixar de devolver o dízimo é um ato de indiferença e ingratidão. Não dar o dízimo é o mesmo que não se lembrar de Deus e adorá-ló.
 
Em outras palavras, não dar o dízimo é pagar com o mal todas as bênçãos que Deus tem nos dado.
 
Sendo assim, aquele que não devolve o dízimo se coloca debaixo de todas as maldições do Salmo 109.
 
· O ímpio estará sobre ele. V.6
 
· Satanás estará à sua direita. V.6
 
· Não haverá quem o defenda. V.6
 
· Sua oração será tida como pecado. V. 7
 
· Terá uma vida curta. V. 8
 
· Seus filhos ficarão órfãos e sua és Sá ficará viúva. V. 9
 
· Seus filhos serão vagabundos e pobres. V. 10
 
· Viverá escravizado por dívidas e juros escorcha tes. V. 11
 
· Não deixará posteridade. V. 13
 
· O seu nome se extinguirá. V. 13
 
· A maldição virá sobre ele. V. 17
 
5. Os que não devolvem o dízimo tem um céu de bronze sobre eles.
 
Uma grande bênção foi prometida para aqueles que são fiéis no dízimo.
 
"Trazei todos os dízimos à casa do Tesouro, para que haja mantimento na minha casa; e provai-me nisto, diz o SENHOR dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu e não derramar sobre vós bênção sem medida." Malaquias 3:10
 
Mas, aqueles que se recusam a entregar o dízimo recebem uma maldição, que é o oposto dessa bênção, o céus se fecham sobre ele como bronze.
 
"Os teus céus sobre a tua cabeça serão de bronze; e a terra debaixo de ti será de ferro." Deuteronômio 28:23
 
Certamente deve ser algo terrível ter o céu de bronze sobre a nossa cabeça. Em vez de terem as janelas dos céus abertas, os não dizimistas possuem um céu de bronze. As janelas estão fechadas e a vida se torna muito difícil. Para completar, a terra debaixo do não dizimista se torna como ferro.
 
Precisamos reconhecer que a vida como vemos hoje já é muito difícil. A Palavra do Senhor disse que a terra foi amaldiçoada depois da queda do homem, pior isso trabalhar e cultivar uma terra amaldiçoada já é algo muito angustiante. Ter um céu de bronze e uma terra de ferro torna as coisas ainda mais difíceis. A semente não germina em uma terra de ferro, e o céu de bronze não manda chuva para regá-lá. Alguém que vive uma condição assim, jamais poderá prosperar.
 
Porque alguém iria querer trazer todas essas maldições sobre a sua vida? É hora de entregar o dízimo ao Senhor e ter as janelas abertas e bênçãos, sem medida, sendo derramadas sobre a sua vida.
 
6. Os que não devolvem os dízimos são amaldiçoados como os que se esquecem de Deus.
 
Todos aqueles que se esquecem de Deus são amaldiçoados. Esquecer-se de Deus é deixar de colocá-ló como primeiro sobre todas as coisas. É deixar de considerar sua vontade para cada área da nossa vida. É ignorar as necessidades de sua obra.
 
O povo de Israel sofreu muitas tribulações, por que se esqueceu do Senhor.
 
"Nos lugares altos, se ouviu uma voz, pranto e súplicas dos filhos de Israel; porquanto perverteram o seu caminho e se esqueceram do SENHOR, seu Deus." Jeremias 3:21
 
Quando você se esquece de Deus, certamente vai derramar muito choro e muita lágrima.
 
"Os perversos serão lançados no inferno, e todas as nações que se esquecem de Deus." Salmos 9:17
 
Eu creio que o ato não entregar o dízimo é uma forma de esquecer de Deus e do seu favor. Você se esqueceu de quem lhe deu tudo o que você possui? Ao deixar de entregar o dízimo a cada mês, você está proclamando que não reconhece o seu Senhor, e se acha capaz de viver sem sua bênção.
 
Já é hora de rejeitar toda maldição em sua vida. Não espere que tudo seja removido de sua vida por causa da maldição, mas curve-se diante do Senhor reconhecendo-o como Deus em sua vida.
 
7. Os que não devolvem o dízimo são reconhecidos como adoradores de ídolos.
 
"24 Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de aborrecer- se de um e amar ao outro, ou se devotará a um e desprezará ao outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas." Mateus 6:24
 
Não podemos servir a dois senhores: A Deus e ao dinheiro. Existe uma maldição terrível sobre aqueles que adoram ídolos. A palavra de Deus deixa bem claro que o dinheiro é um deus concorrente. Muitos, infelizmente ainda servem a Mamon, o seu coração ainda está escravizado pelo dinheiro.
 
O objetivo do Diabo é que Mamon possa ocupar o lugar de Deus. Mamon nos promete aquilo que somente Deus pode nos dar: "segurança, significado, identidade, independência, poder e liberdade. Quando deixamos de devolver os dízimos estamos declarando que Mamon é o nosso deus.
 
"Maldito o homem que fizer imagem de escultura ou de fundição, abominável ao SENHOR, obra de artífice, e a puser em lugar oculto. E todo o povo responderá: Amém!" Deuteronômio 27:15
 
Observe que aqueles que adoram ídolos estão debaixo de maldição também. Adorar o dinheiro é o mesmo que adorar outro ídolo de pedra ou madeira. As pessoas que não devolvem o dízimo estão declarando que o dinheiro é o seu Deus.
 
As pessoas se sentem seguras com o dinheiro, mas não se sentem seguras com Deus, apenas. Isso mostra quem é o Deus em sua vida. Se tiverem dinheiro, se sentem seguras, mas se precisar depender de Deus pela fé, se sentem completamente ansiosas.
 
Você já reparou como se exige fidelidade e transparência com aqueles que trabalham diretamente com o dinheiro. Isso é por que Mamon é um deus que exige santidade a ele.
 
Se alguém muito estudado se torna um pastor, todos ficam abismados. Se mandar alguém para separar-se para servir a Deus, todos se escandalizam, mas todos acham normal os melhores servirem a mamon.
 
Sempre que tenho a oportunidade de começar uma conversa com alguém desconhecido, começo perguntando: o que você faz para viver? Depois que ela responde, prossigo perguntando: e você gosta do que faz? Na maior parte das vezes elas respondem: Não! então eu as questiono: Por que você continua fazendo o que faz? E a resposta e sempre a mesma: dinheiro. Na verdade as pessoas estão dizendo que o dinheiro é o Senhor delas. Elas estão servindo ao dinheiro ainda que de maneira inconsciente.
 
· É o dinheiro quem acaba decidindo coisas na minha vida?
 
· É Mamon quem decide quantos filhos eu vou ter?
 
· É Mamon quem decide quando eu devo me casar?
 
· É Mamon quem decide se eu participo ou não de uma conferência abençoada?
 
· É Mamon quem decide qual o valor da minha oferta?
 
· É Mamon quem decide qual profissão eu devo seguir?
 
· É Mamon quem decide como trato com as pessoas?
 
· É Mamon quem decide como devo fazer a obra de Deus?
 
Nós nunca deveríamos trabalhar por dinheiro pois nós fomos chamados para trabalhar para Deus. O dinheiro deve ser o nosso servo, e nós devemos servir a Deus somente. Não trabalhe pelo dinheiro, trabalhe por uma visão, por um chamado de Deus. Se você foi chamado para fazer algo, faça simplesmente pela direção de Deus e não pelo dinheiro.
 
Talvez você esteja dizendo: Eu nunca adoro Mamon! Nós nunca fazemos isso com palavras, mas com atitudes! Sua atitude não deveria ser traduzida em uma atitude assim.
 
Mamon como te desejo. Se você está comigo fico feliz. Minha segurança está em você. Você me proporciona alegria. O que for preciso eu fazer, farei, sem medir esforços para te ter sempre comigo. Tu és a minha proteção.
 
A maneira de tirarmos esse ídolo da nossa vida é devolvendo o dízimo. Mamon é destronado e a maldição da idolaria é removida da nossa vida!
 
Lembre-se: Seu senhor será aquele a quem você entrega os 10% de seus rendimentos!

Eu Creio - Fernando Fé EM SOROCABA NA QUADRANGULAR CEDRINHO



FERNANDO FÉ NA QUADRANGULAR CEDRINHO NO SEMINÁRIO COM EZEQUIEL PIRES DIA 24-25-26 DE NOVEMBRO.
SOROCABA VAI ABALAR, VOCÊ NÃO PODE FICAR DE FORA!!!! 

VAI SER FORTE!!!SE PREPARE QUE VAI COMEÇAR


AV.ITAVUVU,2887
19H

PROJETO OBEDE EDON-SUA CASA UMA IGREJA

QUEREMOS CONVIDÁ-LO A PARTICIPAR DESTE PROJETO OBEDE EDON.TEMOS A CERTEZA QUE AINDA EXISTE EM NOSSO TEMPO HOMENS E MULHERES QUE QUEIRAM VIVER O VERDADEIRO EVANGELHO, O EVANGELHO ONDE AS ALMAS SÃO MAIS IMPORTANTE. ESTE PROJETO TEM COMO FINALIDADE LEVAR COMO NOS TEMPOS DE DAVI A ARCA DA ALIANÇA PARA CADA CASA, SABEMOS QUE A ARCA REPRESENTA A PRESENÇA DE DEUS, PORTANTO QUEREMOS QUE CADA CASA SEJA UMA IGREJA E QUE A GLÓRIA DE DEUS ESTEJA EM TODOS OS CORAÇÕES.


PR.WAGNER GOMES




A CAMPANHA DAS PORTAS ABERTAS SEXTA FEIRA TEM SIDO UMA BENÇÃO.

QUERO CONVIDAR VOCÊ PARA VIR COM SUA FAMÍLIA NA CAMPANHA PORTAS ABERTAS ÀS SEXTA FEIRA ÀS 2OH.
MUITAS PESSOAS ABENÇOADAS E A MANIFESTAÇÃO DE DEUS TEM SIDO A MARCA PODEROSA DESSA CAMPANHA.
TRAGA SUA FAMÍLIA E RECEBA O MELHOR DE DEUS PARA SUA VIDA.

ENCONTRO DE CASAIS EM SETEMBRO NA IEQCEDRINHO


EU QUERO ALGO DIFERENTE PARA MINHA VIDA!!!!

                                                                                                                                                                                                                                                          
Pense comigo,assistindo às notícias do mundo, em quase todas elas a religião está presente. Os temas vão de Israel ao Vaticano, do islamismo aos radicais de direita religiosa americanos. Bin, Sharom, Bush, Saddam, Papa.

Todos estão certos de suas certezas…Não há soluções humanas possíveis! No centro dos piores conflitos está a Religião! Ora, onde há religião nunca há paz!
É verdade que as guerras habitam na carne. Mas a carne adora se expressar pela Lei. E nenhuma Lei é mais poderosa que aquela que se impõe em nome de algum “Deus”. Seja qual for o “Deus”.
O Cristianismo está no centro dessas calamidades, em companhia do Judaísmo e do Islamismo.
Trata-se do Triângulo das Bermudas onde todas as esperanças desaparecem no mundo presente.
É verdade que as Forças Econômicas também são poderosas quanto a incitar a guerra. Mas os homens de negócio dão tanto valor ao dinheiro que acabam se entendendo.
É mais fácil unir o mundo em nome do Dinheiro que em nome de um outro “Deus”.
O Dinheiro é “liberal”, negocia. A Religião, não. Por isso é que na Nova Jerusalém não há nenhum “santuário”. João procurou e não achou nenhum…
A Religião só conhece a união entre os absolutamente iguais. Os diferentes são sempre inimigos ou seres a serem conquistados para a “clonagem”.
O problema é que a Terra é habitada por seres diferentes…Ora, para a Religião “paz” significa uniformidade…Se sairmos do Mundo em nossa visão maior, e olharmos apenas para o Brasil, o quadro é o mesmo. O que a Religião estabelece é o partidarismo. Prova disso é que quanto mais cresce a Religião—entre elas a Evangélica—, mais aumenta o preconceito e o espírito de divisão.
Religião é Babel: torre do homem para marcar seu nome perante “os céus”. Daí só provém confusão. Linguagens que não se fazem interpretar.
Gente dos “santuários” tem até dificuldade de aceitar—embora esteja escrito—, que na Nova Jerusalém as folhas da Árvore da Vida serão para “a cura dos povos”. Menos ainda conseguem entender que as “nações trarão ações de graças ao Cordeiro” na Nova Jerusalém.
Já criaram até a categoria dos “sub-redimidos” para explicar porque esses “estranhos” terão acesso à Cidade das Doze Portas, e que permanecem abertas o tempo todo, conforme o Apocalipse.
Se dependesse de nossas mentezinhas de azeitona, alguém reescreveria os últimos capítulos do Livro da Revelação.
As portas lá estão abertas demais para o gosto da maioria de nós.
O estranho é que essa Sociedade Redimida tem uma única fonte de Luz: a do Cordeiro.
E tem gente que ainda se admira que lá João não viu “nenhum santuário”!
É claro que não pode haver essas coisinhas por lá. Se houvesse, não seria um lugar de Paz Eterna. Seria apenas a Cidade Amuralhada dos Salvos Presunçosos. Uma Nova Jerusalém Religiosa não seria Nova, seria apenas o Velho Inferno.
Nesse caso, não precisaríamos esperar para chegar lá. Bastava que todos nós nos uníssemos e mudássemos para a Jerusalém Terrestre.
Não! Nada disso! Basta ficarmos Aqui. Basta continuarmos a ser esses robôs religiosos.
O Inferno é profundamente religioso…Diabo é Divisão! Quem tem Religião tem o quê? União ou divisão?
No Oriente Médio é onde superabundam as Religiões. As guerras também. E todos se dizem filhos de “Abraão”. Jesus disse que os que guerreiam em nome da genealogia religiosa são “filhos do diabo” (João 8).
Paulo disse que a Jerusalém Terrestre—essa dos jornais—é a Cidade da Escravidão. Gálatas Quatro!
Todos os seus filhos—filhos da Religião; filhos de Hagar, gerados na escravidão religiosa—, são os que dividem o mundo e a humanidade, em nome de “Deus”.
Quanto mais Religião, mais guerras haverá. Religião deveria ser Re-ligação…
É sempre assim: usa-se o termo apenas para iludir os propósitos do coração. Nesse caso, o que prevalece é o desejo de “separação”.
Se Religião fosse algo bom, a Nova Jerusalém teria o Templo Maior.
Lá, todavia, a Vida acontecerá ao Ar Livre.
Sua Luz é o Cordeiro.
Heresia é pensar diferente.

Quem não concordar comigo, fique à vontade. Mas não diga que não é exatamente isso que a Palavra diz que será o futuro quando a Redenção Total se manifestar.

O profeta que é verdadeiro tem um testemunho de vida!!!


"E, abrindo a sua boca, os ensinava...".
Mateus 5.2.
O sermão do monte é o marco que iniciou a caminhada de Jesus no seu ministério de ensino aos seus discípulos. Depois de separar seus doze apóstolos, percorreu toda a Galiléia, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do Reino de Deus, e curando todas as doenças e enfermidades entre o povo. Assim a sua fama correu por toda a Síria. De sorte que o seguiam grandes multidões. Jesus, pois vendo as multidões, subiu em um monte e passou a ensiná-las sobre o Reino de Deus.
E abrindo a sua boca, disse-lhes: "Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores. Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos? Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus. Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons. Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo. Portanto, pelos seus frutos os conhecereis" Mateus 7.15-20.
Primeiramente, quem são os falsos profetas? O Senhor nos ensina em Sua Palavra que são os que falam de si mesmos: "Se alguém quiser fazer a vontade dele, pela mesma doutrina conhecerá se ela é de Deus, ou se eu falo de mim mesmo. Quem fala de si mesmo busca a sua própria glória; mas o que busca a glória daquele que o enviou, esse é verdadeiro, e não há nele injustiça" João 7.17-18. São também aqueles que não confessam que Jesus veio em carne: "Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo. Nisto conhecereis o Espírito de Deus: Todo o espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus; e todo o espírito que não confessa que Jesus Cristo veio em carne não é de Deus; mas este é o espírito do anticristo, do qual já ouvistes que há de vir, e eis que já está no mundo" I João 4.1-3.
As Escrituras ainda nos ensinam que os falsos profetas são aqueles que negam a Jesus como o Soberano:"Porque se introduziram alguns, que já antes estavam escritos para este mesmo juízo, homens ímpios, que convertem em dissolução a graça de Deus, e negam a Deus, único dominador e Senhor nosso, Jesus Cristo"Judas 1.3. Também são aqueles que ensinam ou edificam pessoas excluindo Cristo, a pedra angular: "E assim para vós, os que credes, é preciosa, mas, para os rebeldes, a pedra que os edificadores reprovaram, essa foi a principal da esquina, e uma pedra de tropeço e rocha de escândalo, para aqueles que tropeçam na palavra, sendo desobedientes; para o que também foram destinados" I Pedro 2.7-8.
Ouvi um estudo feito por uma pessoa em uma igreja e que foi gravado. Ele falou sobre muitas coisas, usou também a Palavra de Deus. Até o final não ouvimos falar de Cristo. Ouvimos muitas coisas desses profetas sobre a Palavra de Deus, mas eles não falam de Cristo. Todo ensino que exclui a Cristo é falso, não é do Espírito, é sabedoria humana: "E eu, irmãos, quando fui ter convosco, anunciando-vos o testemunho de Deus, não fui com sublimidade de palavras ou de sabedoria. Porque nada me propus saber entre vós, senão a Jesus Cristo, e este crucificado. E eu estive convosco em fraqueza, e em temor, e em grande tremor. A minha palavra, e a minha pregação, não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração de Espírito e de poder; Para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus" I Coríntios 2.1-5.
Jesus ainda nos ensina que os tais vêm vestidos como ovelhas, mas são lobos destruidores. É fácil distinguir um falso profeta que vem pregando o espiritismo, o budismo ou o maometismo, mas não aquele que vem com aparência de piedade, anunciando a Palavra de Deus: "E rogo-vos, irmãos, que noteis os que promovem dissensões e escândalos contra a doutrina que aprendestes; desviai-vos deles. Porque os tais não servem a nosso Senhor Jesus Cristo, mas ao seu ventre; e com suaves palavras e lisonjas enganam os corações dos simples" Romanos 16.17-18.
Mas se é assim, então como distingui-los? Jesus nos ensina que é pelos seus frutos. A parábola de Jotão nos mostra claramente sobre isto quando diz: "Foram uma vez as árvores a ungir para si um rei, e disseram à oliveira: Reina tu sobre nós. Porém a oliveira lhes disse: Deixaria eu a minha gordura, que Deus e os homens em mim prezam, e iria pairar sobre as árvores? Então disseram as árvores à figueira: Vem tu, e reina sobre nós.Porém a figueira lhes disse: Deixaria eu a minha doçura, o meu bom fruto, e iria pairar sobre as árvores? Então disseram as árvores à videira: Vem tu, e reina sobre nós. Porém a videira lhes disse: Deixaria eu o meu mosto, que alegra a Deus e aos homens, e iria pairar sobre as árvores? Então todas as árvores disseram ao espinheiro: Vem tu, e reina sobre nós. E disse o espinheiro às árvores: Se, na verdade, me ungis por rei sobre vós, vinde, e confiai-vos debaixo da minha sombra; mas, se não, saia fogo do espinheiro que consuma os cedros do Líbano" Juízes 9.8-15.
A oliveira, a figueira e a videira que davam frutos, não queriam reinar sobre ninguém. Eles estavam contentes em estar glorificando a Deus e ministrando graça, doçura e alegria aos homens. Agora o espinheiro que não dava fruto, esse sim aceitou reinar sobre as árvores. São duas coisas que se completam: Alguns necessitam de que alguém os domine, e outros que não dão frutos tem muito prazer em dominar.
Porém, aquele que está em Cristo dá muito fruto, dá fruto bom, e nisto Deus é glorificado: "Eu sou a videira, vós as varas; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer... Nisto é glorificado meu Pai, que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos" João 15.5 e 8.
Por que julgar pelos frutos? Porque é pelos frutos que se mostra a natureza da árvore. Não pode uma árvore boa dar frutos maus, nem pode uma árvore má dar frutos bons. Ou a natureza é perversa e dá frutos maus, ou é divina e dá frutos bons. Quanto aos falsos profetas, as suas obras são: "Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus" Gálatas 5.19-21. Já os verdadeiros, o seu fruto é: "Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança" Gálatas 5.22.
O Senhor ainda nos ensina mais sobre isto quando diz: "Estes são os que causam divisões, sensuais, que não têm o Espírito" Judas 1.19. Acautelai-vos disse Jesus. Tenham cautela, previnam-se, tenham cuidado com os falsos profetas. Resguardem-se e verifiquem se o espírito provém de Deus. Ponha a prova do Espírito Santo que nos conduz à toda verdade, e não se impressionem com sinais e prodígios que não servem para identificar se a árvore é boa ou má. Espere para ver o seu fruto, então você poderá conhecê-lo verdadeiramente.
O profeta que é verdadeiro tem um testemunho de vida para imitarmos: "Lembrai-vos dos vossos pastores, que vos falaram a palavra de Deus, a fé dos quais imitai, atentando para a sua maneira de viver"Hebreus 13.7.

Se Cristo é a vida de um profeta, então o seu fruto será santo e será bom. Caso o profeta ainda esteja no seu pecado, então os seus frutos serão maus. Se a raiz é santa, os ramos também o são. O seu fruto será bom, do contrário, serão maus: "E, se as primícias são santas, também a massa o é; se a raiz é santa, também os ramos o são" Romanos 11.16. Uma árvore má só pode esconder a sua natureza até que dê o seu fruto. A partir daí não pode mais esconder, por isso disse Jesus: "pelos seus frutos os conhecereis". Amém.

Vale a pena assistir este pronunciamento!!!ACORDA IGREJA!!!



Precisamos acordar como igreja do século 21.Se nós que conhecemos um pouca mais não falarmos teremos a vergonha de ver as pedras terem que falar por nossa omissão.
"PIOR DO QUE O ERRO DO PECADO É O O ERRO DA OMISSÃO"

VEJA ESTE POSICIONAMENTO.ATÉ A PEDRA CLAMARAM...



Gostaria de pedir pra você assistir!!!Até as pedras falam...Deveríamos  ter a coragem desse padre.falar que é Cristão é muto fácil.Acorda igreja!!!!